quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Quando tudo é permitido, nada é proibido (por Mr. Perfect*)


Assunto de hoje: mesmice. A gente sempre tá reclamando de alguma coisa; se solteiros reclamamos da falta de companhia no domingo... se “comprometido”, reclamamos da falta de espaço no domingo. Reparou o “algo em comum” entre as duas coisas? A mesmice. A gente cansa rápido das coisas, pessoas e rotinas, por mais maravilhosas que possam parecer pra quem tá de fora.
Aí vem: o que fazer pra sair da mesmice? Pra quem tá solteiro, a resposta é fácil: faça o que quiser. Mas quem namora sabe que às vezes só podemos fazer o que o outro quiser. Sim, dividimos tudo em um relacionamento, até mesmo as decisões. Ninguém é tão autônomo quanto banca ser. Acredite em mim.
Então, invariavelmente, uma coisa que fica morna em um relacionamento é o sexo, afinal ele depende do outro. Pode ser por vários motivos, mas na maioria das vezes a coisa começa a ficar meio automática. Ela dorme na casa dele na sexta: comem qualquer coisa, vão pra casa, transam, viram cada um pro lado e dormem. Isso durante dois anos se torna mais previsível e esperado que osteoporose na velhice. Sério.
Quer ver seu parceiro feliz? Seja imprevisível. Não ao ponto de arrumar outro(a). Isso é desagradável. Mas seja imprevisível com ELE(a). Esse lance de que “Ah não, minha namorada é muito careta” é por que ela não tá relaxada com você, parceiro. Se você pensa “Mas se eu sugerir isso, ele vai me achar vulgar.”, te digo que não tem problema nenhum em ser vulgar na cama com ele. Aliás, ele quer isso.
Homens foram “educados” a base de filmes pornô. Mulheres foram educadas à base de aulas de balé. Não me chame de machista! Pode parar... sabemos que a sociedade pensa assim e não estou generalizando. Mas, porquê não juntar os dois mundos? Meu velho, propõe um tapa num lugar diferente, um lugar diferente ou um “lugar diferente”. Minha querida, faz um strip pra ele com a sua roupinha de balé!
Quando tudo é permitido, nada é proibido. Gosto dessa frase. Ainda mais que ela rima. Entre quem se gosta não tem que ter julgamento, errado, impróprio. Ninguém precisa ficar sabendo sobre o que vocês fazem! Aproveitem a cumplicidade de um relacionamento pra experimentar coisas novas. Mas comprem gelol.

* Mr. Perfect não sou e nem meu alterego masculino. É um cara bacana e que sabe das coisas, que vez ou outra vai dar as caras por aqui.

4 comentários:

  1. Dama na sociedade, puta na cama.
    Cavalheiro no dia-a-dia, porn star á sós com a namorada.

    That's all, folks.

    ResponderExcluir
  2. Tem muita verdade nesse post! Adorei =)

    ResponderExcluir
  3. "Sim, dividimos tudo em um relacionamento, até mesmo as decisões. Ninguém é tão autônomo quanto banca ser. Acredite em mim." meu namorado precisa ler este post urgentemente

    ResponderExcluir